CET intensifica fiscalização no Brás

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) irá ampliar nesta segunda-feira (19) a fiscalização do Programa de Proteção ao Pedestre para toda a cidade de São Paulo. As multas antes se restringiam apenas a motoristas que invadissem as faixas de pedestres no Centro e na Avenida Paulista (Encontra Jardins).

A partir de agora, os agentes de trânsito irão reforçar a fiscalização de motoristas e motociclistas que deixarem de dar preferência aos pedestres durante a travessia. Os cerca de 2,4 mil agentes de trânsito irão priorizar os centros comerciais de bairros e os corredores de ônibus.

Também será ampliada a atuação dos orientadores de travessia nas faixas de pedestres. A partir desta segunda, serão 633 orientadores na rua e três equipes de mímicos, que irão aos principais corredores de tráfego da cidade, estações de Metrô e corredores de ônibus.





No início do mês, equipes de orientação da CET passaram a atuar em mais áreas que possuem cruzamentos com alto índice de atropelamentos: Largo 13 de Maio; guia do Brás; Penha; Vila Maria; Jardim Paulista; Sapopemba; Itaquera; na região de São Miguel; e também nos corredores guia do bairro Campo Limpo/Rebouças/Centro; Parelheiros/Rio Bonito/Santo Amaro; Itapecerica/João Dias/Centro; Paes de Barros; Armando de Arruda Pereira e Mateo Bei.

Levantamento
Segundo a CET, o principal objetivo do programa é reduzir o número de acidentes envolvendo pedestres. Um levantamento feito pela companhia em 35 cruzamentos das regiões central e da Avenida Paulista mostra que houve uma redução de 69% no número de acidentes envolvendo pedestres após o início do Programa de Proteção ao Pedestre. Em maio e junho de 2010 foram 13 acidentes nestes pontos – nos mesmos meses de 2011, foram quatro acidentes.

As três principais infrações cometidas pelos motoristas em relação aos pedestres é o desrespeito quando ele já iniciou sua travessia, quando ele está atravessando em pontos sem semáforo ou quando ele não concluiu sua travessia em uma conversão.





Deixe seu comentário